FOSS – Free and Open Source Softwares

Como já referido, durante este semestre foram analisados e apresentados diversos artigos. Neste post irei falar sobre alguns pontos que achei mais relevantes no artigo no qual apresentei juntamente com outra colega: Free and Open Source Software for translators, escrito por Corinne McKay, publicado em 2006.

Free and open-source software (FOSS) é um software para o computador que são grátis e têm o seu código- fonte público, em outras palavras, qualquer pessoa pode usar, copiar, modificar e mudar o software de qualquer maneira enquanto os que dos Softwares proprietários normalmente são da empresa que vende o software a não o fornece ao público, para além disso os FOSS são também licenciados de forma diferente.  As licenças mais comuns dos FOSS, como o Licença Pública Geral GNU, permitem ao usuário:

  • Instalar o Software em quantos computadores quiserem
  • Permitem que qualquer número de pessoas o use ao mesmo tempo
  • Que copie o Software e o forneça a qualquer pessoa
  • Modificar o Software, desde que algumas funções permaneçam intactas
  • Distribuir gratuitamente o Software ou vende-lo sem pagar royalties ao seu criador.

Os FOSS podem ou não ser pagos, mas todos os seus utilizadores podem ver o seu código fonte, alterá-lo e lançar as alterações ao público. Por exemplo, em 2000, Sun Microsystems forneceu o seu código fonte do StarOffice, que se tornou o que conhecemos hoje por OpenOffice.org. Assim, o particular interesse para os tradutores é que todos são livres para criar uma outra versão de um outro idioma. Um tradutor pode traduzi-lo ele mesmo e lançar a versão traduzido ao público.

Porque é importante para os tradutores?

Com o crescimento da tecnologia o tradutor utiliza cada vez mais ferramentas de apoio à tradução e consequentemente o computador. A maioria dos tradutores são freelancers e tem de assumir o custo de manter e actualizar as suas ferramentas. Ferramentas estas que não são baratas de todo.  Os tradutores também usam, ou gostariam de usar, versões específicas de linguagem de software que são muitas vezes difíceis de encontrar em distribuições proprietárias. Muitos tradutores têm deixado os softwares proprietários e têm utilizado os FOSS.

No entanto ainda existem muitos tradutores que ficam reticentes em trabalhar com FOSS. Contudo existem boas razões para os utilizar:

  • FOSS são rentáveis. Na maioria dos  casos, o usuário não tem de pagar preços elevados por um software, actualizações, etc.
  • Incentiva a inovação;
  • As licenças são menos restritivas. Como alguns programas que só deixam instalar o programa num computador, para quem tem um portátil e um pc fixo tem de comprar duas cópias pelo preço total.

Bom trabalho!

Tradutora Bolhense

Advertisements

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s